Logo Prefeitura de Salvador

Terceira etapa de requalificação da orla no Farol de Itapuã é iniciada

Foto: Valter Gomes (Secom)

 

Mais um trecho de orla passa a ser requalificado pela Prefeitura. A terceira etapa de obras no entorno do Farol de Itapuã teve a ordem de serviço assinada no local pelo prefeito ACM Neto.

Com investimento de R$2 milhões em recursos próprios e área de 4,3 mil m², as intervenções vão acontecer entre as ruas da Canção e da Música, passando pela Rua da Literatura. O projeto foi elaborado pela FMLF e a obra terá a execução coordenada pela Seinfra, por meio da Superintendência de Obras Públicas (Sucop). A previsão para conclusão é de quatro meses. 

O prefeito salientou que esta terceira etapa segue as ações de requalificação da orla de Salvador, principalmente em um dos locais mais movimentados da praia de Itapuã. “A valorização da orla é importantíssima para Salvador, seja morador, turista ou mesmo a economia da cidade. Aqui em Itapuã, então, nem se fala, pois é uma área que ficou há muito tempo esquecida e está ficando ainda mais bonita. Um dos desafios, inclusive, é organizar e disciplinar este trecho de orla após a intervenção, para oferecer à população mais qualidade do uso deste ponto da região”, disse ACM Neto.

As melhorias previstas envolvem a criação de uma calçada compartilhada, ligando a Rua da Canção e a Rua da Música. Haverá, ainda, requalificação da Colônia de Pescadores e a manutenção da fábrica de gelo em apoio a estes trabalhadores.

Serão criadas duas pequenas praças onde serão implantados mobiliários urbanos, como bancos e lixeiras, e será mantido o espaço para guardar caiaques. A urbanização inclui contenção marítima, implantação de rampas e escadas de acesso à praia, iluminação em LED, passeio em concreto e meio-fio em granito, pisos intertravado e tátil, recapeamento asfáltico, guarda-corpo em inox e paisagismo. 

Outras etapas – Em 2018, a Prefeitura já havia entregue a primeira etapa da requalificação do entorno do Farol de Itapuã, com investimento de aproximadamente R$4 milhões. As melhorias abrangeram uma área de 21,5 mil m², no trecho entre as casas da Marinha e a curva da residência que pertenceu ao poeta Vinicius de Moraes. 

Dentre as intervenções estão a preservação da área de praia com implantação de equipamentos e espaços de contemplação, piso intertravado com tela em concreto armado e quiosques de serviços. Além disso, foram implantados parque infantil, academia de saúde, área para capoeira, ciclovia, uma quadra esportiva e um estacionamento para mais de 40 veículos. 

Na segunda etapa, concluída em 2019, as melhorias foram promovidas na extensão de 800 metros entre a Vila Naval e a Rua da Canção, passando pelas ruas Olindina e Nova Canaã. Foram recuperados diversos espaços que estavam degradados, com a implantação de ciclovia, nova pavimentação e mobiliários urbanos. 

A Praça da Canção ganhou novo piso em concreto e em pedra portuguesa nas cores vermelha, preta e branca, além de rampas de acessibilidade, escadas, áreas para quiosques, deques, jardim com grama esmeralda e guarda-corpo. Em ambos os trechos, a iluminação especial em LED foi instalada de forma a proteger a areia, por ser uma área de desova das tartarugas. O investimento nesta etapa foi de R$2,5 milhões. 

Balanço – Em quase oito anos, a orla de Salvador pela mais profunda ação de requalificação já promovida pela administração municipal. São mais de R$300 milhões de investimento aplicados em 26 trechos, sendo três deles em andamento – além da terceira etapa do Farol de Itapuã, também passam por intervenções Boa Viagem, na Cidade Baixa, e Stella Maris/Praia do Flamengo, na parte Atlântica. 

Já possuem nova estrutura os trechos de orla em São Tomé de Paripe, Tubarão, Rua Almeida Brandão (Plataforma/Itacaranha), Ribeira, Barra, Ondina, Rio Vermelho, Boca do Rio, Jardim de Alah, Piatã, Itapuã, Farol de Itapuã, Praça Wilson Lins (Pituba), Ponta do Humaitá, Amaralina I, Prainha do Lobato e Amaralina/Pituba – este último entregue no sábado passado (14).

Guerreira Zeferina

Desde que assumiu o mandato da Prefeitura de Salvador, ACM Neto pediu atenção imediata à comunidade de Guerreira Zeferina, localizada em Periperi, subúrbio ferroviário da capital. Em situação quase nula de dignidade, os moradores viviam em barracos de madeira e plástico, daí a origem do nome “Cidade de Plástico” que a comunidade carregava.

Considerado o maior projeto social desta gestão, a urbanização da localidade foi executada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), através da Superintendência de Obras Públicas (Sucop). A nova comunidade proporcionou melhores condições não só para as 257 famílias que hoje ali residem, como em outros âmbitos sociais.

O projeto composto por duas etapas promoveu a entrega de 125 unidades habitacionais na primeira etapa, além de campo de futebol, boxes comerciais, miniquadra, calçadão de acesso à praia, espaço de convivência e lazer, decker e estacionamento. A Escola Municipal Guerreira Zeferina também foi entregue na primeira fase.

Já na segunda e última fase, a região foi contemplada com um centro comunitário, parque infantil, academia de saúde, novo espaço de convivência e lazer e mais 132 residências.

Equipe

Foto: Bruno Concha | Secom

Orlando Cezar da Costa Castro
Superintendente de Obras Públicas do Salvador

Currículo breve
Orlando Castro é formado em Engenharia Civil pela UFBA. Antes de assumir a Superintendência da Sucop, exercia o cargo de diretor geral da Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas – Seinfra. Já chefiou a Sucop anteriormente, de 2017 a 2019, presidiu a Codevasf e foi diretor da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral. Orlando também ocupou cargos na Codeba e nas secretarias de Serviços Públicos e de Esportes, Lazer e Entretenimento.

Clarissa Gomes Daltro Flores
Chefe de Gabinete

José Monteiro Lins de Oliveira Júnior
Diretor de Execução de Obras

Álvaro Raimundo Amorim de Carvalho
Diretor Administrativo-Financeiro

Luis Roberto Castilho de Souza
Diretor de Implantação de Obras Especiais

Rafael Meira Pinto Coelho
Diretor de Custos e Convênios

Raimundo Benedito Alves Leite
Gerente de Obra de Infraestrutura

João Gustavo de Cerqueira Lima Muccini
Gerente de Acompanhamento de Obras
Especiais

Reginaldo Santos Galvão
Gerente Administrativo e Financeiro

Ana Amoedo
Gerente de Contratos e Convênios 

Alzira Mariano
Gerente de Vistorias e Medições 

Giovanni Archanjo dos Santos
Gerente de Obras de Proteção de Encostas

Jorge Augusto Halla Guimarães
Gerente de Análise de Projetos e Orçamentos

Yago Alves de Oliveira
Gerente de Apoio Técnico e Obras Civis

Rafael Dantas de Lima Araújo
Assessor Chefe

Jaqueline Macedo Barboza de Barros
Assessora Jurídica 

Socorro Schaun
Assessora de Comunicação

Adriana Braga
Ouvidora

Contenção de Encostas

Contenção de encostas é uma das mais importantes atribuições da Sucop. Nos cinco anos de administração ACM Neto, a autarquia realizou mais de 40 obras de proteção e contenção de encostas em diversos bairros da cidade. Destas, 36 foram executadas com recursos próprios e as demais com recursos provenientes de convênios. Foram investidos R$43 milhões com recursos da própria Prefeitura.

Dentre essa obras, merece destaque a rua Engenheiro Austricliano, conhecida como Ladeira do Cacau, que teve custo total de R$ 7milhões com recursos municipais. Essa ladeira ficou interditada por dois anos e só na atual administração o problema foi resolvido, sendo reaberta ao público em 2016.

Além da pavimentação e da implantação de nova rede de drenagem, a obra englobou contenção de encosta, solos grampeados, alvenarias de arrimo e cortina atirantada. O trabalho incluiu também a implantação de guarda-corpos e a construção de meio-fio, passeio com piso tátil, 22 escadarias e dez unidades habitacionais para abrigar os moradores que habitavam em casas em situação de risco.

Outra grande obra de contenção realizada pela Sucop é a encosta do Barro Branco, na avenida San Martin, após grave deslizamento de terras, em abril de 2015.

Recapeamento Asfáltico

Desde o início da atual gestão, a recuperação das vias na cidade sempre foi colocada como uma das prioridades. Capitaneada pela Sucop, a Prefeitura de Salvador realizou de 2013 até dezembro de 2017 o recapeamento asfáltico em mais de 450 quilômetros de vias. O destaque fica por conta da avenida Afrânio Peixoto, mais conhecida como Suburbana, realizada em 2016. No momento, a Prefeitura está recapeando 58 vias, dentro do projeto “Ouvindo nosso Bairro”.

Além do recapeamento asfáltico, vários bairros de Salvador receberam serviços como drenagem, recuperação ou implantação de meio fio, passeio e melhorias ou instalação de iluminação pública.

A obra da rua Luiz Maria, ligação entre o subúrbio e o centro da cidade, é também destaque no que diz respeito à recuperação. A rua foi totalmente recapeada, tendo inclusive, duplicação da pista.

Requalificação da Orla

Assim que assumiu a administração de Salvador, o prefeito ACM Neto vem dando atenção especial às orlas da cidade, seja no centro, seja no subúrbio. De 2014 até agora, foram requalificados mais de 13 quilômetros de orla, incluindo as praias de São Tomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Barra, Boca do Rio, Piatã, Itapuã e Jardim de Alah. As obras de requalificação incluem implantação de ciclovia, melhoria na acessibilidade para a praia, mirantes, quadras poliesportivas, quiosques, estacionamento e construção de sedes para colônias de pescadores. Cada trecho passou a contar também com fiação aterrada em valas técnicas, pavimento intertravado, além de contenção e iluminação de última geração. Em 2014 foi entregue a orla de Tubarão, em São Tomé de Paripe e em 2016, foi inaugurada a orla do Rio Vermelho nos trechos da Praia da Paciência ao Largo de Santana, chegando até o Largo da Mariquita. 

Em se tratando de orla, a obra de requalificação mais recente aconteceu no trecho da Rua Almeida Brandão, abrangendo as orlas de Plataforma e Itacaranha. A orla que margeia a linha férrea, tem um total de três quillômetros de extensão. O trabalho conta com um novo sistema de drenagem e sua pavimentação em piso intertravado – o mesmo instalado na Barra, no Rio Vermelho e em São Tomé de Paripe. Além disso, conta com piso tátil para acessibilidade, nova iluminação e áreas de lazer denominadas “recantos”.   

Serviços

© 2022 Copyright: Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SEMIT)
Skip to content