Logo Prefeitura de Salvador

Prefeitura inaugura primeira unidade de CRAS Modelo para atender 5 mil famílias na região de Valéria

Lucas Moura

A Prefeitura de Salvador inaugurou nesta terça-feira (5) em Valéria a primeira unidade de Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do tipo Modelo da capital baiana. O novo equipamento conta com infraestrutura completa para oferecer todos os serviços socioassistenciais do município, foi entregue pelo prefeito Bruno Reis ao lado de Júnior Magalhães titular da Secretaria de Promoção Social Combate à Pobreza Esportes e Lazer (Sempre).

O projeto do CRAS Modelo foi desenvolvido pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e a execução da obra foi realizada pela Superintendência de Obras Públicas (Sucop).A unidade já está em funcionamento de segunda a sexta-feira das 8h às 17h. Entre os serviços ofertados estão o Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF), inscrição e atualização do Cadastro Único, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – SCFV, encaminhamentos para Benefícios Eventuais (natalidade, moradia, alimentação, viagem), entre outros.

“Esse é o primeiro CRAS Modelo de Salvador, e a partir de agora todos do município terão esse mesmo padrão, tanto de infraestrutura como de qualidade e de ampliação dos serviços oferecidos. Aqui, vamos oferecer desde o atendimento social e psicológico até o CadÚnico e cursos profissionalizantes. Investimos para termos um prédio com acessibilidade total, inclusive com elevador, Wi-Fi gratuito com fibra óptica de alta velocidade, com todas as salas climatizadas, entre outras melhorias”, disse Bruno Reis na inauguração.

Nova política – Júnior Magalhães afirmou que hoje a política da Prefeitura é construir, do zero, imóveis próprios e mais adequados para a rede de assistência social. “Aqui não é alugado, aqui foi adquirido com recursos do município para poder oferecer à equipe melhores condições de trabalho e também a todos os usuários que vêm para cá e dependem do nosso amparo social. Não queremos mais fazer reformas pontuais. A gente entende que a reforma, por mais que seja feita com bom investimento, não atende às especificações que a gente precisa. Aqui, começamos praticamente do zero e agora temos uma infraestrutura que não deixa a desejar para nenhum equipamento do Brasil”, disse.

“Estamos oferecendo condições dignas e completas de trabalho para a equipe socioassistencial. Pegamos as especificações técnicas e colocamos a mais do que é exigido pelo Ministério do Desenvolvimento. Por exemplo, aqui vai ter atendimento de CadÚnico. A gente tem enxergado a política de assistência não apenas como auxílios pontuais, mas também como a continuidade de serviços de qualificação. Então, teremos também a sala multiuso para oferecer cursos do Senai e do Senac para a população de Valéria”, completou Júnior Magalhães.

Outros centros – A rede socioassistencial de Salvador conta atualmente com 28 CRAS, sete Centros de Referência Especializados da Assistência Social (CREAS), três Centros POP e um Núcleo de Ações Articuladas para População em Situação de Rua (NUAR). Segundo Bruno Reis, todos serão adaptados ao padrão Modelo.

“Já estamos construindo outro CRAS Modelo na Boca do Rio, no Curralinho. Vamos iniciar nos próximos dias o CRAS Modelo do Mané Dendê, na Ilha Amarela. Temos também um conjunto de terrenos e imóveis que foram desapropriados e que agora estamos elaborando os projetos para em breve realizar as licitações. Obviamente, não vai dar para terminar tudo até o final do ano que vem, mas o nosso objetivo é que todos os 38 equipamentos socioassistenciais tenham um padrão uniforme”, afirmou o prefeito.

Fonte: Agência de Notícias

© 2022 Copyright: Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SEMIT)
Skip to content